30
Nov 16

Breuss afirmou que desde 1950 curou pessoalmente mais de 2 mil pacientes com cancro e outras doenças incuráveis. E estimou já em 1986 que mais de 40 mil pessoas foram tratadas com o seu método fundamentado pelas muitas cartas e votos de agradecimento que recebeu.

 

Rudolf Breuss

 

A comunidade médica sempre tentou dissuadir as pessoas a tentar este método, dizendo que o jejum pode levar a um enfraquecimento do sistema imunitário do corpo e expor a pessoa à doença. Que este método carecia de provas científicas e que não é uma dieta equilibrada, pondo em risco a vida das pessoas que a tentarem. E chegaram ao ponto de, já ele na casa dos 80, levarem-no a tribunal, acusando-o de charlatanismo. Foi absolvido, claro.

 

O seu advogado de defesa, que tinha sido curado de cancro pelo "réu" apresentou muitos depoimentos e testemunhos de pessoas que quando souberam da acusação intervieram em sua defesa. Mesmo o presidente da Áustria, na altura Rudolf Kirchschlaeger, que exerceu esse cargo de 1974 a 1986, e juiz, interveio em seu nome.

 

Escreveu um livro quando se aposentou, de forma que o seu conhecimento não se perdesse e a cura estivesse disponível. Foi inicialmente editado em alemão, mas rapidamente traduzido para várias línguas e vendido em todo o mundo.

 

Rudolf Breuss deixou-nos a 17 de maio de 1990, mas continua presente.

publicado por Dicas, Informações e Oportunidades às 22:59

comentários recentes
Segundos dados do hublle, o tamanho do universo é ...
Essa foto é de Madame Curie, pois não?
Texto horrível, tanto com relação à forma quanto a...
Gostei! Sem o concurso do tempo, nenhum fenômeno n...
Boa Noite!Caríssimo Bosco, agradeço seu comentário...
pesquisar
 
Posts mais comentados