24
Nov 14

O ser humano é racional, mas ser racional, não quer dizer ser inteligente.


O bandido que assalta bancos, alcança seu objetivo através da razão, e não da inteligência.


A inteligência da natureza, criou a evolução das espécies, cujo resultado maior conhecemos bem.


Esta inteligência natural, dotou os indivíduos das mais variadas espécies de seres vivos com recursos extremamente importantes para a sua sobrevivência e preservação.


Ao observarmos os mamíferos, percebemos que todos eles têm: dois olhos, dois ouvidos, narinas, um cérebro, um coração, um órgão reprodutor, um sistema locomotor, sensibilidade à dor e ao contato, um sistema digestivo, etc.


A sabedoria da natureza percebeu a importância dos olhos, dos ouvidos, do cérebro, do coração e tudo mais..


Esta inteligência também privilegiou algumas espécies com o rabo. Um rabo não parece de grande importância já que muitos indivíduos, quando perdem o único rabo que têm, mesmo assim conseguem viver e procriar com plenitude. O mesmo não ocorre quando se perde o coração.


O ser humano não tem rabo, mas é a única espécie que desenvolveu a razão, e por este motivo se acha superior à todas as outras e também imagem e semelhança do fruto da sua imaginação.


Ora, o que quero concluir, é que se a razão, tal e qual a humana, fosse de grande importância para a vida e para natureza, muitas espécies seriam contempladas com este recurso tão essencial.


Se apenas os seres humanos são racionais, isto significa claramente que este benefício é descartável.


Mais vale um rabo balançando, que um cérebro pensando. 

publicado por Dicas, Informações e Oportunidades às 20:50

Certa vez ouvi um teste psicológico que talvez elucide minha posição.

Está você e seu amigo na selva. De repente, aparece um tigre na frente dos dois. O que você gostaria de ter nessa hora?

Resposta: um par de tênis.

Crítica à historinha: O tigre não tem fome somente uma vez.

O que poderá salvar a humanidade é a solidariedade, não a razão.

Jonas Paulo Negreiros a 26 de Novembro de 2014 às 07:27

Olá Jonas, bom dia! Infelizmente a humanidade cada vez está mais egoísta! Raros são os que são solidários porque a maioria olha apenas para o seu umbigo. O ser humano é por "defeito" ambicioso e empreendedor daí a razão nos levar tão para a frente e ao que parece sem limites quase, quando se exploram galáxias e aporta em cometas, mas é também mesquinho e de má índole. A maior parte dos seres humanos têm (gozam) de um prazer mórbido em sentir poder e exercê-lo sobre o seu semelhante seja humilhando controlando seja privando-o de liberdades mais básicas como a liberdade. Talvez eu me tenha tornado uma descrente no ser humano quando por outro lado aponto que o homem é a resposta e nele estará a salvação (isto é um pouco incompreensível) mas face aos factos e ao que se assiste de tanta acção do homem nos dias de hoje, muito do mal causado e até ao planeta é o homem que o faz. O homem no fundo não ama nada, não agradece nada, nem a Terra que lhe foi dada para habitar. É um ser incontrolável e imprevisível... E depois assiste-se também a gestos de um altruísmo e esperança que nos deixam abismados quando por exemplo ele (homem) põe em risco a sua vida para salvar uma criatura indefesa ou em risco. Um gato, um cão, um pintainho sei lá. Talvez devêssemos criar os nossos filhos baseados nisso mesmo solidariedade e saber dar o valor às coisas simples e que sem a ajuda do próximo ou a sua companhia e também empreendedorismo seremos mais fortes e alcançaremos o "ideal" que é sempre uma utopia e será, mas não! Cada vez mais nos demitimos da nossa "missão" de pais. Deixamos as "crias" entregues a elas mesmas rodeados de tecnologia e superficialidade para que não nos chateiem. Nós também e cada vez mais nos alienamos e pouco expressamos os nossos afectos que não seja a "correr" porque nos satisfaz mais uma máquina. Um ecrã. Falar e relacionarmo-nos virtualmente o que é um perfeito engodo e engano. Enfim acho que nunca chegaremos a bom porto se não regredirmos na nossa visão de como devemos estar no mundo face a nós, aos nossos e aos outros principalmente. Mas posso estar muito errada e sei que em muitos e vários casos ainda parece haver esperança para este muito já tão decrépito. Façamos votos para que os mais novos achem aquilo que nós (não sei a sua idade) mas andamos à procura desde Woodstock, tanto apregoámos na queda do muro e pouco ou nada melhorou. Martin L. King dizia: Eu tenho um sonho... Eu também o tenho e fundo e não abdico dele, mas quando vejo um polícia branco ser libertado depois de matar um jovem negro e mulheres continuarem a ser gado ou serem sentenciadas à morte por intolerância ou abuso de poder. Vejo tanta mulher morrer de violência doméstica, crianças violadas, velhos mal tratados e muito mais... Onde está a SOLIDARIEDADE? Um abraço com carinho Jonas e uma excelente semana e desculpe expor as minhas ideias. Eu RESPEITO IMENSO AS SUAS e acho que desta "discussão" sadia é que nascem as grandes ideias e melhores soluções! Bem haja por estar aqui no blog e ao Carlos por nos proporcionar este intercâmbio bom e rico. Tudo de bom para todos! :)
.. a 26 de Novembro de 2014 às 11:16

Jonas, piorou porque é a segunda vez que você usa a história do tigre, e eu, na minha limitação, não consigo vincular o tênis com o enredo.
Por gentileza, dá pra desenhar?
Bosco a 26 de Novembro de 2014 às 14:41

Grato, VN, pela oportuna incursão.
Talvez nunca entenderemos nossa própria natureza. Não somos deuses... mas a esperança nos move.
Não abandonemos nossos sonhos e utopias, jamais!
Jonas Paulo Negreiros a 26 de Novembro de 2014 às 21:03

Talvez eu também não tenha entendido, Bosco...

Quando falei de "bípedes", uma avestruz por exemplo, talvez não sobreviva se tiver uma perna quebrada.

Quando você falou "na perda de rabo", o que pode ter acontecido quando o homem passou a caminhar apenas com os pés.

De várias especulações, antropólogos notam que quando o homem passa a caminha ereto, é capaz de carregar mais alimentos que um quadrúpede.

Quando o homem passa a andar apenas com os pés, novos compromissos são necessários entre ele e seus semelhantes, muitos deles compromissos morais.

Por fim, a historinha do tigre sugere que nem sempre atitudes egoístas ou individualistas garantem a sobrevivência da espécie.

Sem mais delongas, acredito que a prática do cristianismo (amor ao próximo) é a tática mais eficaz para a preservação da espécie humana.
Jonas Paulo Negreiros a 26 de Novembro de 2014 às 21:13

Quando um dos "amigos" pede um par de tênis, este estará em melhores condições de fuga que o seu parceiro. O tigre vai pegar aquele que corre menos. Mas o tigre não come somente uma vez...
Jonas Paulo Negreiros a 26 de Novembro de 2014 às 21:18

Entendi!
Obrigado Jonas!
Bosco a 26 de Novembro de 2014 às 22:11

Bosco, excelente observação!!!! Eu troco a chamada racionalidade humana pela dita irracionalidade dos animais "não humanos"!!!!
Abs,
Carlos Lorenzi Lito a 10 de Janeiro de 2015 às 19:23

comentários recentes
Segundos dados do hublle, o tamanho do universo é ...
Essa foto é de Madame Curie, pois não?
Texto horrível, tanto com relação à forma quanto a...
Gostei! Sem o concurso do tempo, nenhum fenômeno n...
Boa Noite!Caríssimo Bosco, agradeço seu comentário...
pesquisar
 
Posts mais comentados