24
Nov 14

O ser humano é racional, mas ser racional, não quer dizer ser inteligente.


O bandido que assalta bancos, alcança seu objetivo através da razão, e não da inteligência.


A inteligência da natureza, criou a evolução das espécies, cujo resultado maior conhecemos bem.


Esta inteligência natural, dotou os indivíduos das mais variadas espécies de seres vivos com recursos extremamente importantes para a sua sobrevivência e preservação.


Ao observarmos os mamíferos, percebemos que todos eles têm: dois olhos, dois ouvidos, narinas, um cérebro, um coração, um órgão reprodutor, um sistema locomotor, sensibilidade à dor e ao contato, um sistema digestivo, etc.


A sabedoria da natureza percebeu a importância dos olhos, dos ouvidos, do cérebro, do coração e tudo mais..


Esta inteligência também privilegiou algumas espécies com o rabo. Um rabo não parece de grande importância já que muitos indivíduos, quando perdem o único rabo que têm, mesmo assim conseguem viver e procriar com plenitude. O mesmo não ocorre quando se perde o coração.


O ser humano não tem rabo, mas é a única espécie que desenvolveu a razão, e por este motivo se acha superior à todas as outras e também imagem e semelhança do fruto da sua imaginação.


Ora, o que quero concluir, é que se a razão, tal e qual a humana, fosse de grande importância para a vida e para natureza, muitas espécies seriam contempladas com este recurso tão essencial.


Se apenas os seres humanos são racionais, isto significa claramente que este benefício é descartável.


Mais vale um rabo balançando, que um cérebro pensando. 

publicado por Dicas, Informações e Oportunidades às 20:50

Fantástico post, Bosco! Simplesmente, magnífico. Bem haja por ele. Talvez assim se explique a razão de tantos estarem "fora da razão!" Da completa irracionalidade de certos indivíduos que muito melhor seria, sem dúvida alguma, terem rabo! Boa semana.
.. a 24 de Novembro de 2014 às 22:45

Mas é através da razão humana que o Universo se conhece a si mesmo. O facto de a razão ser rara na Natureza torna-a preciosa. Razões há poucas, rabos há muitos.
Odisseia na Internet a 24 de Novembro de 2014 às 23:10

Os grandes sabios estão escondidos na vastudão dessa terra e quando eles surgem é para fazer o universo tremer! Busquemos assim, um Edem para a humanidade.
cid vianna a 25 de Novembro de 2014 às 00:04

Voce é filho do rei, não reconhece o grito suplicante das multidoes anciosas sem rabo e sem razão mas, tens o poder de permitir ou falar o que pensa.
cid vianna a 25 de Novembro de 2014 às 00:14

Oi Verniz, vi que você compreendeu bem o espírito da proposta. Seu comentário me deixou muito contente. Obrigado!

Boa semana!
Bosco a 25 de Novembro de 2014 às 01:12

Oi Carlos, eu quis interpretar as vontades da natureza, e nesta interpretação concluí que ela é quem valoriza mais o rabo do que a mente humana.
O futuro nos dirá se a razão humana será capaz de contribuir com a preservação de si, e das outras espécies, ou vai acabar colocando tudo em risco, num efeito estufa ou quem sabe, ainda algo mais explosivo.
Bosco a 25 de Novembro de 2014 às 01:26

Bosco,

Muitos já buscaram a raiz do mal entre os humanos.

Bem e mal são igualmente sagrados? Somos parte da natureza, ou apenas um erro d'ela?

Quando um quadrupede fere uma perna, pode continuar a caminhar com as três restantes.

Quando um bípede fere uma perna, perece ou sobrevive pela solidariedade de seu semelhante.
Jonas Paulo Negreiros a 25 de Novembro de 2014 às 20:52

Jonas, me desculpe, tentei compreendê-lo, mas tive dificuldade.
Dá para explicar de uma outra forma mais detalhada?
Bosco a 25 de Novembro de 2014 às 21:27

Desculpe entrar nesta "discussão" Jonas mas não concordo! Quando um bípede fere uma perna sobrevive se quiser e for forte, mesmo sem a solidariedade do seu semelhante! Está mais que provado por exemplos vivos e comprovados que pessoas em perigo e situações extremas sobreviveram sem qualquer ajuda ou outro seu igual por perto. Penso que isso tem a ver com o instinto de preservação mais forte ou menos que cada um possui e não só... Depende também de outros factores e até do grau de gravidade do ferimento. A razão no homem é "causa" de muita evolução e bem mas de inúmera e indescritível destruição. Até por teimosia e ciúme estúpido. Por inveja numa rivalidade descabida. Por essa mesma superioridade que pensa ter em relação a todas as espécies com perigo até de extinguir a sua própria espécie. Perdoe a minha opinião, mas se a razão é fundamento para muito do que somos e construímos ela é também a causa da decrepitude e da "finitude" que um dia infalivelmente a humanidade encontrará fruto da sua acção desastrosa. Uma boa semana e mais uma vez desculpe dar a minha ideia sobre o assunto.
.. a 25 de Novembro de 2014 às 22:25

Estou com você Bosco nesta sua afirmação. Veremos... Se a razão será um factor de continuidade ou de extermínio. Uma boa semana :)
.. a 25 de Novembro de 2014 às 22:28

comentários recentes
Segundos dados do hublle, o tamanho do universo é ...
Essa foto é de Madame Curie, pois não?
Texto horrível, tanto com relação à forma quanto a...
Gostei! Sem o concurso do tempo, nenhum fenômeno n...
Boa Noite!Caríssimo Bosco, agradeço seu comentário...
pesquisar
 
Posts mais comentados